{Evento} Solidariedade – Cotic Horto

Amigos,

Há algum tempo, procurando um lugar para doar as roupas do meu filho mais velho, conheci a Luana em um grupo de Facebook. E então ela me apresentou uma Ong que cuida de crianças abandonadas, muitas com doenças graves: Cotic. Fui conhecer a unidade do Horto com meu marido e ao ver aquelas crianças, a vontade era de levar todas pra casa. E admiramos o trabalho daquelas pessoas, a dedicação, o cuidado, o amor que elas tem pelo que fazem, por aquelas crianças que tanto precisam. E você percebe que reclama demais da sua vida, que se importa com coisas fúteis e idiotas.

E no meio de tanto grupos no Whatsapp, fui adiciona ao “Anjos da Cotic” com mulheres que eram voluntárias, que queriam ajudar, trazer um pouco mais de alegria para aquelas crianças. E então juntas compraram presentes de Natal para todas as crianças da Cotic. Roubas, brinquedos, itens de higiene.. tudo que elas precisam.

Fui com uma delas, a Mirtes Melo, na Cotic Horto entregar os presentes e fotografei tudindo, claro! Gente, olha o sorriso deles!!! Isso sim vale a pena!

Se você quer ajudar mas não tiver condições de comprar algo.. vá na Cotic, brinque com as crianças. A atenção e o amor vale muito! E pode ter certeza que você vai receber muito mais do que dar. Elas que te presenteiam. Visitem.. vem ver de perto!


Princípio da Solidariedade

           Um sorriso nos lábios, um olhar esperançoso, um gesto repleto de gratidão, um coração feliz diante de um ato que concretiza o mais nobre sentimento e se conhece por um nome: solidariedade. Ato de olhar o mundo com cuidado, sabendo o quanto é importante que ele esteja saudável. Ato de ter empatia pelo outro. Ato inerente àqueles que amam verdadeiramente. Não só em palavras, mas em síntese, por completo.

O mundo é competitivo, muitos querem sempre mais vantagens materiais, intelectuais, mais poder e status que os outros. A linguagem deste tipo de mundo afirma que o importante é ganhar e não medir esforços para isso. E, muitas vezes, esses esforços são: terríveis genocídios, traições, violência gratuita, inveja consumada, egoísmo inaceitável, atitudes irracionais, um verdadeiro coquetel de ambição exacerbada. Mas, o indivíduo não pode precisar este sentimento competitivo, sem analisar o propósito dessas ações. Por que não abolir a competição e ratificar a cooperação? Por que vendar os olhos do coração e anestesiar os sentimentos? Que prêmio é tão importante que não pode ser compartilhado, e deve ser alegria só de alguns?

O mundo seria muito mais contente, mais aconchegante, muito mais charmoso se fosse mais sorridente. Para isso acontecer, ele precisa ser mais solidário. E, não é difícil como alguns podem pensar. É muito mais fácil e útil fazer brotar um sorriso no rosto de uma pessoa, que leva – lá a chorar. É compreender o mandamento e discernir sobre ele: “ame ao seu próximo, como a si mesmo”. É respeitar as diferenças e discriminar o preconceito. Fazer o bem, mas olhando e respeitando a quem. Enxergar a alma do outro, através do olhar. Ter sensibilidade para identificar suas necessidades. Não esperar algo em troca. Se doar sem querer barganhar vantagens. Chorar com aqueles que choram, gargalhar com aqueles que demonstram seu momento de felicidade. Ver nos outros retratos de sua própria vida e, abençoar as famílias de todos como quer que a sua seja abençoada. Riscar dos seus princípios a palavra acepção. Confirmar a palavra cooperação. Acender como uma estrela e concretizar este gesto de amor.

Fora violência, absurda em todas as suas classificações; em suas guerras e ditaduras dispensáveis e alimentadas pela competição. Ajuda a todos os povos; a todas as crianças, sejam elas, africanas, russas, chinesas, judias, palestinas, americanas. Pois, é maravilhoso cumprir de forma consciente o que traz realização ao próximo, sabendo exercer a boa ação, participando ao mundo uma bela e eficaz missão que é a apologia ao amor, ao respeito e cuidado ao ser humano: o princípio da solidariedade.

Priscilla Lima

[line]

O C.O.T.I.C – Centro Organizado de Tratamento Intensivo a Criança, situado a Rua do Horto, 805 – Horto Florestal – São Paulo/ SP, surgiu através da formação de um grupo de pessoas que se reuniram por diversas vezes com o propósito de construir uma entidade privada sem fins lucrativos, que apoiasse crianças com necessidades especiais e câncer.

Hoje somos realidade. Fundamos a entidade em 20.09.99 e há 2 anos e dez meses nossa casa abriga crianças e adolescentes na faixa etária de 0 a 18 anos, portadoras de necessidades especiais tais como doença mental leve, moderada e profunda, deformidades físicas severas. São crianças carentes abandonadas, vítimas de maus tratos, que foram retiradas dos familiares pelas Varas da Infância e da Juventude e Conselhos Tutelares da Capital, uma vez que seus direitos foram violados. Nossa instituição tem o objetivo de abrigar as crianças proporcionando-lhes um ambiente saudável, confortável, onde possam ser providas de recursos básicos. Aqui são tratadas como cidadãos de direitos, com amor, carinho e respeito. Recebem alimentação, vestuário, cuidados de higiene e saúde. Além disso, recebem também assistência social e psicológica, que viabilizam a manutenção dos vínculos familiares, quando os tem, bem como o retorno ao lar quando possível. Avalia e auxilia, sempre que possível, as famílias dos abrigados com o fornecimento de cestas básicas, orientação e encaminhamento a recursos da comunidade.

Encontram-se conosco crianças totalmente dependentes em suas atividades diárias, sindrômicas, algumas com alto risco de morte, usuárias de medicamentos psicotrópicos e neuroléticos (medicamentos para acalmar distúrbios psiquiátricos e neurológicos) e que necessitam de assistência médica, odontológica, fisioterapeutica, fonoudióloga e terapia ocupacional. Dispomos de uma equipe de enfermagem, fisioterapeuta, psicóloga e assistente social para fornecer os recursos necessários para o tratamento especifico que necessitam. Sempre que necessário, deslocamos as crianças para consultas médicas e pronto atendimento no Conjunto Hospitalar do Mandaqui, unidade a 4km do abrigo. Os tratamentos mais complexos são realizados no Hospital São Paulo e Hospital das Clínicas. Para a realização de todo este trabalho, contamos apenas com o auxilio de contribuintes, voluntários e alguns grupos de pessoas que nos ajudam, doando roupas, alimentos, brinquedos, fraldas descartáveis, material de higiene e limpeza e etc.

Somos uma ONG, não recebemos qualquer ajuda governamental ou municipal.
Gostaríamos de receber sua visita em nossa casa. Desde já agradecemos sua atenção e colocamo-nos a sua disposição para outros esclarecimentos.

Atenciosamente,
Maria Margarida de Mello
Presidente

1 1 1 2 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 1 12 2 15 18 19 21 23 24 25 26 2 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39

2 thoughts on “{Evento} Solidariedade – Cotic Horto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *